Los Angeles (EUA), 25 jan (EFE).- O espanhol Javier Bardem foi indicado nesta terça-feira ao Oscar de melhor ator por seu papel no filme "Biutiful", sua terceira indicação ao prêmio após "Antes do Anoitecer" (2000) e "Onde os Fracos Não Têm Vez" (2007), segundo anunciou a Academia de Hollywood.

Bardem competirá ao lado de Colin Firth, que é cotado como favorito pelo papel de rei George VI da Inglaterra em "O Discurso do Rei", Jesse Eisenberg que interpretou o criador do Facebook em "A Rede Social", James Franco vive o montanhista em "127 Horas" e Jeff Bridges por "Bravura Indômita".

A última vez que Bardem disputou um Oscar foi em 2008 na categoria de melhor ator coadjuvante por seu trabalho no filme dos irmãos Coen "Onde os Fracos Não Têm Vez", quando recebeu o prêmio.

O espanhol estreou nas cerimônias de premiação graças a sua versão do poeta cubano Reinaldo Arenas em "Antes do Anoitecer", produção de 2001 quando recebeu uma nomeação como protagonista.

Dos candidatos à estatueta deste ano, apenas Bardem e Bridges sabem qual a sensação de receber um Oscar.

Bridges, que recebeu a sua sexta nomeação, conquistou o prêmio de melhor ator no ano passado pelo papel em "Coração Louco".

Em paralelo, esta é a segunda tentativa de Firth, depois de concorrer ano passado por "Direito de Amar".

Tanto Eisenberg como Franco, os mais jovens entre os indicados, estreiam como rivais ao Oscar.

A nomeação de Bardem representa a segunda para "Biutiful", filme existencialista ambientado nos subúrbios de Barcelona e dirigido por Alejandro González Iñárritu, que foi indicado a melhor filme estrangeiro representando o México.

A breve cerimônia de nominações foi realizada na sede da Academia, em Beverly Hills, com apresentação de Tom Sherak, presidente da organização, e a atriz Mo'Nique, vencedora do Oscar em 2010 por seu papel em "Preciosa".

A entrega da 83ª edição do Oscar será realizada no dia 27 de fevereiro no teatro Kodak de Los Angeles. EFE