Famosidades

Famosidades

Ana Paula Arósio decidiu iniciar sua carreira como modelo, após ser descoberta por uma publicitária em um supermercado. Em pouco tempo, já brilhava nas passarelas e revistas do Brasil, dos Estados Unidos e da Europa, foi capa de cerca de 250 publicações no mundo todo.

Depois de protagonizar diversos comercias de televisão, partiu para a carreira de atriz, onde estreou aos 18 anos, no filme ítalo-brasileiro "Forever". Aos 19 anos, aceitou o convite para fazer a novela "Éramos Seis", no SBT. Na emissora, trabalhou também em "Razão de Viver", de 1996, e "Os Ossos do Barão", de 1997.

Nesse período, atuou na peça "Batom", de 1995. Seu desempenho neste trabalho chamou a atenção do diretor Wolf Maya, que a convidou para protagonizar a minissérie "Hilda Furacão". Para o papel da prostituta que se apaixona por um jovem frei, o diretor queria alguém desconhecido do grande público.

Com estreia bem sucedida na Globo, foi lançada ao estrelato, obteve maior reconhecimento do seu trabalho, foi bastante elogiada e recebeu diversos prêmios, entre eles o Melhores do Ano, do "Domingão do Faustão", na categoria Revelação do Ano.

Seu primeiro trabalho como atriz exclusiva da Globo aconteceu em "Terra Nostra". Na trama, viveu a protagonista Giuliana, par romântico de Matteo, personagem de Thiago Lacerda.

Em 2001, protagonizou a minissérie "Os Maias", na pele de Maria Eduarda Maia, que se envolve com o próprio irmão, vivido pelo ator Fábio Assunção. Em 2002, trabalhou na novela "Esperança", quando viveu a jovem judia Camilli, cujo comportamento fugia aos padrões de sua religião e da sociedade paulista de 1930. Foi nesse ano, que atuou na peça mais importante de sua carreira, "Casa de Bonecas", em que além de atuar, também despontou como produtora.

Em 2004, encarnou Yolanda Penteado na minissérie "Um Só Coração", produzida em comemoração aos 450 anos de fundação da cidade de São Paulo. Também nesse ano, ganhou o prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante pelo filme "Celeste & Estrela", no 3º Festival de Cinema de Varginha.

Sua primeira telenovela contemporânea veio em 2006, com "Páginas da Vida". Até então, só havia trabalhado em produções de época.

Em 2010, filmou o longa "Como Esquecer", em que aparece na pele de uma professora universitária homossexual, que se envolve com uma aluna, interpretada por Bianca Comparato. E atualmente está na minissérie "Na Forma da Lei", que conta com outros fortes nomes, entre eles Luana Piovani e Márcio Garcia.

Acompanhe o Famosidades no Twitter: http://twitter.com/Famosidades