"Criança Esperança"

Por RENATA DAFLON e WALLACE CARVALHO

RIO DE JANEIRO - 25 anos! Não é para qualquer um. E o "Criança Esperança" comemorou em grande estilo. Comandado por Wolf Maya e Ulysses Cruz, o programa que foi ao ar no sábado (14) foi um verdadeiro espetáculo. Com quase três horas de duração, dividido em cinco blocos, a atração apresentou grandes nomes da música brasileira cantando clássicos nacionais. Do rock ao forró -passando pelo axé, samba, cantigas de rodas e músicas infantis, terminando na bossa nova - o show de solidariedade mostrou ter recuperado o fôlego perdido na última década.

O evento contou com a participação de estrelas da emissora - com exceção de Xuxa que desistiu em cima da hora. Sobre a ausência da "Rainha dos Baixinhos", Cruz fez questão de reforçar: "Eu amo a Xuxa de paixão, e fui um dos que mais batalhou pra que ela estivesse aqui. Só que ela não concordou com o que nós propusemos. Se ela estivesse aqui, eu tenho certeza de que nós arrecadaríamos mais, muito mais, porque ela tem um público muito grande. Eu amo a Xuxa, mas ela não aceitou a regra do jogo e eu não vou mudar a regra do jogo de jeito nenhum”.

Wolf também comentou a falta que Xuxa fez, e espera que no ano que vem ela compareça. "A Xuxa não sabe nem que show ela perdeu, porque ela não sabe nem que show a gente tinha na mão. A ideia não é um show comercial de música. Nós não somos ligados a gravadoras, ninguém ganha ou faz dinheiro com esse show. Quem vier aqui para lançar a sua música, para fazer dinheiro, está no show errado, porque aqui eles cantam outras músicas. Cantar músicas de trabalho não é aqui", garantiu.

O desfile comandando por Renato Aragão e a menina Klara Castanho impressionou o público pela sua grandiosidade. Réplicas de brinquedos que fizeram a cabeça das crianças de várias gerações passaram pelo palco. O eterno "trapalhão" fez questão de agradecer ao telespectador brasileiro. "Foi graças a vocês que estivemos aqui todo esse tempo. Esse hábito de doar sem saber a quem chama-se solidariedade", discursou. Foi a deixa para que entrasse no palco a banda dos fuzileiros navais para comandar um número instrumental.

Destaque para Sandra Annemberg e Evaristo Costa, que deram um verdadeiro show durante o espetáculo ao contracenaram com Mônica e Cebolinha virtuais. Os jornalistas, responsáveis por lembrar os telefones da campanha e atualizar os números arrecadados pelo projeto, convenceram em suas atuações ao lado dos personagens de Maurício de Sousa. Outro jornalista que marcou presença no programa foi Caco Barcellos. Ele e a equipe do "Profissão Repórter" fizeram programates sobre o anfitrião da festa, mostrou trabalhos desenvolvidos pelo projeto e sobre a parceria com a Pastoral da Criança.

Entre os artistas que pisaram no palco, o Famosidades destaca Ivete Sangalo e Gilberto Gil. A baiana, mesmo com a bagunça dos bastidores, fez questão de parar para falar com os jornalistas após a apresentação. Já o pai de Preta Gil comentou a escolha da música "Andar com Fé", pedido do próprio Renato Aragão: "É uma canção meio talismã para ele".

Luana Piovani entrou no palco do HSBC Arena vestida de bailarinha, personagem da sua peça "O Soldadinho e a Bailarina": "Eu fiquei feliz de participar do aniversário de 25 anos, o que já é uma coisa especial. Fiquei mais feliz por utilizar nossos personagens. Poder vir aqui com a bailarina Sofia juntamente com o soldadinho Perneta, mais até do que se eu viesse como convidada, o que já seria um prazer, me deixou mais feliz”.

O "Criança Esperança" encerrou a noite com um enorme bolo colorido, mais de R$ 8 milhões arrecadados e, ao contrário do que Zezé Di Camargo imaginou, deixou no ar aquele gosto de quero mais de tão perfeita que foi a noite. Confira a galeria de fotos!

Acompanhe o Famosidades no Twitter: http://twitter.com/Famosidades