FAMOSIDADES

FAMOSIDADES

MAIS: Fernanda Lima diz que Ariadna foi eliminada por puro preconceito

Por RENATA DAFLON

RIO DE JANEIRO - Totalmente à vontade, Fernanda Lima volta a falar de assuntos picantes na segunda temporada de “Amor & Sexo”, que estreia na noite desta terça-feira (1), logo após o “Big Brother Brasil 11”. E se na primeira exibição do programa a apresentadora já mostrava tanta propriedade sobre o assunto, desta vez ela admitiu: está muito mais livre.

Mas você deve estar se perguntando se falar sobre sexo não pode ter deixado a moça em alguma saia justa. O Famosidades também ficou curioso e a loira acabou confessando que passou por uma situação embaraçosa durante uma gravação para esta nova fase.

“Fui em um lugar que só tinha homens para perguntar se eles já tinham fingido sentir um orgasmo e, de repente, um cara me perguntou se eu já tinha fingido. Aí eu disse que sim, quando era jovem e não sabia de muita coisa. Não posso ficar em um pedestal achando que as pessoas vão se abrir enquanto eu não falo sobre mim”, disse.

Falar de um tema tabu na televisão ainda é um grande desafio, mas para a apresentadora tratar da temática com humor é o grande segredo para quebrar as barreiras. “Muitas pessoas ainda enxergam o sexo como uma coisa suja, feia e proibida. Mas quando a gente fala de um jeito natural, sem ser muito vulgar, as pessoas não se sentem intimidadas”, analisou.

E se a intenção do programa é discutir os assuntos ligados a relacionamentos, Fernanda contou ao Famosidades onde foi seu maior laboratório: em casa. Linda, talentosa, simpática e casada com o ator Rodrigo Hilbert, a gaúcha de Porto Alegre disse que cansou de levar as pautas para discutir com o marido.

“Muitas vezes coloquei [as pautas] na mesa com o Rodrigo: ‘Que que tu acha disso?’. Coisas que se não fosse o programa eu não teria coragem de falar”, concluiu. Mas o esforço valeu à pena e Fernanda comemorou o resultado positivo que teve no relacionamento.

“O programa ajuda minha vida pessoal, faz eu me exercitar mais, conversar mais. Mas foi mais proveitoso para o Rodrigo do que pra mim. Ele é muito fechado e hoje ele já se abre mais, conversa mais”, disse.