FAMOSIDADES

FAMOSIDADES

MAIS: SPFW: Lea T. faz aparição discreta na passarela de Herchcovitch

Por FAMOSIDADES

SÃO PAULO – A modelo transexual Lea T concedeu uma entrevista reveladora para a jornalista Renata Ceribelli, que foi ao ar no último domingo (20), no “Fantástico”. Nela, a modelo falou sobre a infância, o preconceito e a vontade de mudar de sexo.

Filha do ex-futebolista Toninho Cerezo, Lea era Leandro, um dos quatro filhos do jogador de futebol. Ela contou para a jornalista que não se sentia como mulher durante sua infância, mas que tinha traços diferentes, como querer usar as roupas da mãe, brincar com as bonecas da irmã e imitar um cabelo longo com um pano.

Durante a adolescência, ela não se relacionava e não chegou a namorar. “Ir com homem pra mim, era ir com gay e eu não me sentia gay. A transsexual tem cabeça de mulher, pois ela se vê como uma mulher”, explicou.

A transição em sua vida aconteceu aos poucos. Na adolescência, ela era tida pela família como gay. Mais tarde, começou a se vestir como mulher e tornou-se travesti. Logo, vieram os hormônios. “A pele muda, o pelo fica mais fraco. O cabelo e os seios crescem”, contou.

Para entender melhor seus sentimentos, Lea procurou um psiquiatra, que a diagnosticou como transexual, um distúrbio de sexualidade. Lea era uma mulher em um corpo de homem.